Mora com a sogra? Veja nossas 5 dicas para uma boa convivência!

Mora com a sogra? Veja nossas 5 dicas para uma boa convivência!

Após a conquista e o estabelecimento de um relacionamento estável, o dia de conhecer os futuros sogros não demora a chegar. Geralmente esse é um momento delicado, mas que pode gerar uma expectativa positiva na vida matrimonial do casal.

É muito comum que, depois que o casamento é marcado, as finanças fiquem apertadas. Nesses casos, a melhor solução pode ser morar junto com os sogros até que a situação financeira melhore e o casal consiga conquistar opróprio apartamento.

No entanto, essa relação pode ter momentos conflitantes, especialmente com a sogra. Por isso, é interessante tomar alguns cuidados para que esse período de convivência seja agradável. Quer saber mais? Continue a leitura desse post e confira dicas importantes para uma boa convivência com a sogra!

1. Participe da manutenção da casa

A manutenção da casa é um dever de todos. A melhor maneira de contribuir com uma convivência sadia é se sentir responsável pelos pequenos reparos, colaborar com a limpeza e a ordem do ambiente. Essa medida ajudará a evidenciar que você se preocupa com o bem-estar de todos e com a harmonia dentro de casa.

2. Imponha limites de forma sutil

Os limites devem ser impostos de maneira natural, sem parecer que a presença da sogra seja o mal do século. Procure se manter discreto com relação ao que gosta de fazer, especialmente na intimidade do casal. Deixe conversas indiscretas para outro momento. Deixar as coisas muito livres podem implicar em desrespeito de ambas as partes, e isso deve ser evitado.

Não se trata de escrever regras na parede da sala ou em criar um mural. Apenas seja próximo nas áreas comuns e mantenha a discrição nos ambientes privados. Procure sempre fechar a porta do quarto, até para evitar qualquer tipo de constrangimento. Os pitacos na relação do casal são uma das principais causas de desavenças.

3. Responsabilize-se pela criação dos seus filhos

Os filhos são responsabilidade do casal, e não da sogra. Por isso cuide, converse, oriente, mas nunca passe a obrigação desse cuidado para outra pessoa, mesmo se esta pessoa for a avó. A relação de proximidade entre netos e avó é sempre importante, mas deve ser apenas uma relação e não uma responsabilidade.

4. Estabeleça uma rotina própria

Por mais que a sogra faça parte da família, e até conviva na mesma casa, as coisas devem ser separadas. É uma obrigação sua criar uma rotina própria, juntamente com a esposa. Nada de dar satisfação sobre tudo o que irá fazer e seguir conselhos apenas para agradar. Além disso, a rotina significa tranquilidade, menos stress e maior autonomia sobre os próximos passos da vida conjugal.

5. Opte pelo diálogo para uma boa convivência com a sogra

Como você viu, todas as dicas citadas aqui se referem a evitar qualquer problema e servem de etiquetas de boa convivência com a sogra. Porém, caso algum atrito aconteça ou caso você sinta que algo não está dentro do esperado, busque sempre o diálogo como uma ferramenta de alinhamento — às vezes é apenas uma questão de ponto de vista diferente. Manter um clima saudável e uma relação familiar estreita é mais importante do que uma disputa de egos.

Em alguns casos, a decisão do diálogo pode partir da própria sogra, e isso quer dizer que ela está interessada em melhorar a convivência. O mínimo que você deve fazer é se mostrar aberto e empático com relação ao que for dito. Procure entender uma opinião diferente e sempre foque na solução dos problemas de convivência com a sogra.

É comum que a sogra seja vista como uma figura caricata, mas isso não deve refletir no seu comportamento e convivência. Cada pessoa é única e reage diferente nas mesmas situações. Faça desse tempo um aprendizado e comece a pensar na aquisição do próprio imóvel. Afinal de contas, também não há necessidade de morar com a sogra para sempre, não é?

Caso queira se mudar e aprender mais sobre planejamento financeiro para adquirir seu próprio lar, não deixe de conferir nossas dicas para comprar um apartamento com renda baixa!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você