Saiba como organizar as finanças do casal e evite estresse!

Saiba como organizar as finanças do casal e evite estresse!

A vida financeira do casal é tão importante quanto os momentos de lazer, os passeios em família ou qualquer outro aspecto da vida conjugal.

Trata-se de uma questão que exige diálogo, cooperação e ajuste entre o casal. Isso quer dizer que cada um precisa ceder um pouco, mas, juntas, ambas as partes devem encontrar um denominador comum para gerir e organizar as finanças.

Neste post, vamos mostrar algumas das principais atitudes para que o dinheiro não seja um motivo de discórdia. Acompanhe!

Construam um objetivo financeiro compartilhado

Para que as finanças estejam sempre saudáveis e o diálogo faça parte do dia a dia do casal, é necessário que os objetivos sejam construídos em parceria. Assim, as duas pessoas caminham na mesma direção e em busca da mesma meta.

Quando se trata da vida financeira, não deve existir individualismo ou orgulho, independentemente de quanto cada um ganha. Organizar o orçamento a partir da soma dos salários ou rendimentos é fundamental.

Conversem sobre finanças e planos futuros

O diálogo é sempre uma boa pedida quando o assunto é resolver problemas e planejar ações.

Por isso, sempre que possível, coloquem o assunto finanças em pauta. Nada de tentar esconder um do outro algum imprevisto ou uma situação desconfortável pela qual possam estar passando.

Quando os dois estão na mesma direção, é mais fácil tomar decisões do que se cada um caminhasse para o seu próprio lado, com seus objetivos individuais. Os sonhos devem ser partilhados.

Decidam sobre as prioridades

O dinheiro geralmente é tratado como um tabu. Mas está mais do que claro que o ensino sobre economia é bem-vindo em todas as fases da vida. É só assim que as pessoas aprendem o que priorizar na vida financeira e como fazer isso.

Nesse sentido, pense que um casal deve partilhar tudo e, portanto, precisa reconhecer as prioridades coletivas a fim de que o planejamento funcione.

Criem compromissos financeiros

Vocês não pagam aluguel ou a prestação da casa própria? Não quitam as faturas de energia elétrica e água e cumprem com outros compromissos mês a mês?

Então, da mesma forma, é preciso criar compromissos financeiros com a economia. Que tal poupar um percentual da renda para aumentar o patrimônio?

Fundos emergenciais são uma necessidade para evitar o estresse em qualquer imprevisto.

Apontem soluções e evitem a “caça às bruxas”

Ninguém é perfeito! Vão ocorrer situações em que algumas decisões não serão as mais acertadas. Nessas horas, o amadurecimento do casal vai fazer toda a diferença.

De nada adianta buscar o culpado, pois, além de gerar um conflito desnecessário, o problema continuará lá e sem solução. Conversem sobre a situação para que ela não aconteça mais e busquem uma solução conjunta o mais rápido possível.

Nem sempre é fácil entrar em consenso ou manter a disciplina, mas, lembre-se: o combinado não é errado e não sai caro. Com um mínimo de organização e planejamento, é possível amadurecer a relação e crescer financeiramente.

Planilhas de controles são ótimas ferramentas de gestão financeira e, com certeza, ajudarão a organizar as finanças do casal através de uma boa economia doméstica.

Agora que você já tem boas dicas anotadas, não se esqueça de curtir nossa página no Facebook para ficar por dentro de todos os conteúdos relacionados a finanças! Nos vemos por lá.

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você