5 motivos para 2017 ser o ano do seu primeiro imóvel!

5 motivos para 2017 ser o ano do seu primeiro imóvel!

Nos últimos anos, o Brasil passou por diversas crises políticas, econômicas e em outros setores do governo. Todas impactaram negativamente no crescimento do país e a população se obrigou a viver com menos recursos e adiar sonhos.

Comprar o primeiro imóvel, apesar de ser prioridade frequente para muitos, saiu da pauta, pois os financiamentos imobiliários ficaram mais caros e de difícil acesso.

Porém, mesmo nesse cenário pessimista, existem vários motivos para colocar esse sonho na sua lista de objetivos para o próximo ano. Ainda está em dúvidas? Então leia esse artigo e encontre 6 motivos que ajudarão você a se decidir!

1. O país está retomando o crescimento econômico

Com algumas medidas pontuais de liberação de crédito, incentivo às micro e pequenas empresas, além da injeção de dinheiro no país, o Brasil busca a retomada do crescimento econômico.

A menor incerteza política e a possível valorização do Real nos mercados de câmbio são indícios de que 2017 seja um ano de crescimento. A previsão é que isso se concretize a partir do segundo semestre.

2. O emprego vai aumentar

Se a economia cresce, o risco de investir no país diminui. Isso quer dizer que novas empresas vão se estabelecer por aqui. As antigas também tenderão a contratar mais, influenciadas pelo aumento da demanda de produtos e serviços.

3. A inflação e os juros tendem a cair

O presidente do Banco Central fez uma previsão de queda da inflação em 2017. Comparando com os quase 11% de 2015 e os 7,6% de 2016, a previsão de 5% em 2017 pode ser considerada bastante otimista.

Além disso, as taxas de juros tendem a cair, visto que, para uma retomada econômica, é preciso que o dinheiro circule, o que só é possível a partir da confiança dos consumidores. A geração de renda e o crédito, a juros acessíveis, são dois elementos fundamentais para acelerar o crescimento. A estimativa é que a taxa de juros recue em, pelo menos, 3%.

4. Os preços ainda estão favoráveis

Se a retomada do crescimento é importante para gerar confiança e conseguir crédito, a crise proporciona no mercado de imóveis a temida recessão. Essa pressão entre a alta oferta e a pequena procura de imóveis no último ano ainda poderá ser sentida em 2017, mas já com uma projeção de recuperação.

Assim, é natural que os preços passem por um momento de transição, mas se mantenham mais baixos até que o mercado esteja completamente equilibrado. Quando se trata de investimentos, é importante comprar com os preços ainda em baixa para usufruir da valorização futura. Por isso, não há como prever melhor hora para você adquirir o primeiro imóvel.

5. É um investimento seguro, rentável e com alta taxa de liquidez

Embora pareça contraditório pensar em liquidez de imóveis numa época em que as vendas estão em baixa por causa da crise, é importante lembrar que a economia no setor imobiliário é cíclica e um período de baixa é antecessor de um período de alta.

Sempre haverá pessoas, em menor ou maior número, interessadas em comprar um imóvel, e a tendência é que o investimento se valorize com o passar do tempo. O esperado é que este ano o aumento dos preços dos imóveis fique abaixo da inflação, mas já é possível prever a retomada do crescimento.

Esse é um bom indicativo para adquirir o primeiro imóvel mais barato em 2017 e usufruir do aumento dos preços, a partir da retomada do crescimento.

Agora que você já conhece os motivos para 2017 ser o ano do seu primeiro imóvel, que tal descobrir os 4 erros que você deve evitar ao comprar de um imóvel?

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você