Qual a idade máxima para financiamento imobiliário?

Qual a idade máxima para financiamento imobiliário?

Quando pensamos no financiamento imobiliário, não podemos nos esquecer de que existem algumas regras. Uma delas é o limite de idade. Existe uma idade máxima para financiar um apartamento, e é por isso que você precisa ficar atento.

Com o passar dos anos, a expectativa de vida da população aumentou. De acordo com o IBGE, hoje a expectativa é de 76 anos. No entanto, mesmo considerando o fato de que as pessoas estão vivendo mais, ainda existem algumas regras.

No artigo de hoje vamos explicar um pouco mais sobre isso. Continue a leitura.

Por que existe uma idade máxima para financiamento imobiliário?

É comum que muitas pessoas se questionem sobre a real necessidade de uma idade máxima para financiamento imobiliário. Afinal, ter uma renda e estar em dia com os sistemas jurídico e fiscal não é o suficiente?

A questão da idade entra muitas vezes porque, essencialmente, o financiamento é um empréstimo.

Por isso, a instituição financeira que irá liberar o empréstimo para a aquisição do imóvel solicita que a idade do interessado seja compatível com o tempo previsto para o financiamento daquele imóvel.

Para esclarecer: isso não significa que pessoas mais velhas não poderão realizar um financiamento imobiliário. Elas conseguem! A grande questão é que o prazo de pagamento deste imóvel será bem menor. Enquanto pessoas mais novas conseguem financiar com mais de 200 parcelas, as pessoas mais velhas terão um limite de tempo menor para quitar esse empréstimo, o que muitas vezes resulta em prestações mais elevadas.

Quais são as particularidades do financiamento imobiliário para os mais velhos?

Quais são as particularidades do financiamento imobiliário para os mais velhos?

Antes de entrarmos nas particularidades, vamos pontuar um detalhe importante: independente da idade do comprador, quando é realizado um financiamento, o cidadão precisa contratar um seguro habitacional. Esse seguro nada mais é do que uma garantia de que, caso aconteça algum sinistro, o saldo devedor daquele imóvel será coberto.

Dito isso, agora é hora de entender como isso funcionaria para uma pessoa mais velha. Ao contratar um seguro habitacional, é inevitável que as parcelas sejam mais altas, uma vez que uma idade avançada pode aumentar a probabilidade de um sinistro, seja ele de invalidez permanente ou morte.

Para ter uma noção da diferença entre preços, trouxemos um exemplo: para uma pessoa que está na faixa dos 30 anos, as taxas do seguro obrigatório costumam ir até 5% do valor da prestação. No caso de um comprador acima de 65 anos, essa taxa pode chegar a até 25% do valor da prestação, isso faz com que o financiamento para pessoas mais velhas tenha parcelas um pouco mais elevadas.

Como funciona a comprovação de renda para o financiamento imobiliário de pessoas mais velhas?

Como explicado anteriormente, o valor do seguro habitacional para idosos é muito mais elevado do que para os mais jovens. Além disso, o parcelamento do financiamento possui um limite menor de meses, o que significa que muitas vezes as prestações serão mais elevadas.

Por isso, o idoso precisará comprovar uma renda relativamente maior para conseguir financiar um imóvel. Para a maioria dos bancos, o ideal é que o valor da parcela a ser paga mensalmente não comprometa mais do que 25% da renda familiar.

A Caixa Econômica Federal, por sua vez, possui um plano um pouco mais flexível: ela permite financiamentos que comprometam até 30% da renda familiar no início, uma vez que as parcelas vão tendo reajustes através do sistema Sacre.

Para um cenário mais favorável, é interessante que a casa própria seja adquirida o quanto antes. Dessa forma, o comprador poderá negociar condições melhores, ter prazos melhores e uma taxa do seguro habitacional bem menor.

No entanto, se você já possui uma idade avançada e quer conquistar seu imóvel, não se preocupe: com um pouco de planejamento e atenção às particularidades desse processo, é possível!

Quer conhecer os empreendimentos da CRD e ver como podemos te ajudar? Entre em contato conosco.

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você