6 dúvidas mais comuns sobre financiamento imobiliário

6 dúvidas mais comuns sobre financiamento imobiliário

O financiamento imobiliário é a solução para quem deseja comprar um imóvel e não tem condições financeiras de arcar com o valor total. No entanto, quem ainda não entende muito do assunto costuma ter algumas questões a respeito.

Para acabar de vez com elas, separamos as 6 dúvidas mais comuns que podem ajudar você a saber se ele é uma boa opção para o seu caso ou não.

Confira!

1. Para quem o financiamento imobiliário é vantajoso?

O financiamento costuma ser a alternativa mais viável para a compra de um imóvel, pois é possível quitar o valor pagando por meio de parcelas. Quem mora de aluguel pode considerar essa possibilidade, já que o dinheiro será investido em um bem próprio.

Ainda que as parcelas não possam ser pagas adiante, existe a possibilidade de venda do imóvel e, com isso, a recuperação do valor pago até então. Com o aluguel isso não ocorre, pois sem o pagamento a pessoa fica sem a moradia e sem o valor gasto até então.

No entanto, quem mora em um aluguel muito barato ou com a família precisa pensar na melhor hora de optar por esse tipo de compra. Algumas vezes, é mais vantajoso juntar o dinheiro para dar uma entrada maior e reduzir a quantidade de parcelas e os juros do financiamento.

2. Quais são os tipos de financiamento imobiliários?

Existem vários tipos de financiamento imobiliário. Os mais usados geralmente são os feitos diretamente com a construtora ou com os bancos. Geralmente, com as construtoras o valor do imóvel é mais alto e pago em menos parcelas, mas costuma ser menos rígido do que os empréstimos das instituições financeiras.

No banco é possível optar pelo SAC (Sistema de Amortização Constante), pela Tabela Price ou SACRE (Sistema de Amortização Crescente). Também é possível fazer um consórcio ou usar os programas habitacionais do governo, como o Minha Casa, Minha Vida. É importante conhecer as opções e verificar qual a melhor delas para você.

3. Quanto tempo demora para a liberação do financiamento?

Depende de onde for solicitado. Diretamente com a construtora, a liberação costuma ser imediata. Nos bancos ela precisa passar por uma análise de aprovação de 30 dias e mais 180 dias para que o dinheiro seja liberado.

4. Quais documentos são necessários?

Os documentos necessários para financiar um imóvel são: a documentação pessoal do comprador e cônjuge (quando casados), a documentação do imóvel e a documentação do vendedor. Para consultar uma lista mais detalhada, confira o artigo em que falamos sobre o assunto.

5. É possível usar o FGTS para abater o valor do financiamento?

Sim, é possível. Entretanto, é preciso ter contribuído para o FGTS por três anos, pelo menos, ainda que em empregadores diferentes. Você também não pode ter nenhum outro imóvel pago pelo SFH em outra parte do país.

Financeiramente é vantajoso, mas vale ressaltar que o FGTS é um fundo que tem como objetivo ajudar em casos emergenciais — como desemprego e doenças graves. Se você optar por usá-lo como entrada de um imóvel, deve estar ciente de que está abrindo mão dele para essas outras situações.

6. Qual porcentagem do valor do imóvel pode ser financiada?

Para solicitar um financiamento, o comprador deve ter no mínimo 10% do valor para dar como entrada. Em algumas instituições financeiras esse valor é ainda maior. Somente no programa Minha Casa, Minha Vida é possível conseguir subsídio para esses 10%.

No entanto, para isso é preciso estar na faixa 1,5 com o limite de R$ 47.500 ou 2, com limite de R$29.000. É possível fazer uma simulação no site da Caixa para ver o valor da entrada para o imóvel que deseja e ter uma ideia se você realmente pode optar pelo financiamento imobiliário.

Essas são algumas das dúvidas mais comuns acerca do financiamento imobiliário. Conseguimos esclarecer as suas?

Caso você tenha gostado deste post, siga a nossa página no Facebook! Por lá falamos mais sobre o tema e você pode conferir outras informações importantes que também podem te ajudar!

Gostou do texto? Não gostou? Comente abaixo!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ligamos para você